Série traz dicas para transformar varejo em negócio lucrativo
20/03/2018
Como a ginástica laboral contribui para a produtividade no trabalho
29/03/2018

Conteúdo novo no Flix do Varejo: correspondente bancário

Que tal aumentar o fluxo de clientes na sua loja oferecendo serviços e ainda ter retorno financeiro por isso? Essas são algumas das vantagens de ser um correspondente bancário. E como é benefício, o Flix do Varejo traz um conteúdo exclusivo para os assinantes.

Apresentado pela jornalista Mônica Cunha, o Flix Entrevista traz uma bate-papo com a gestora em Produtos do Tribanco, Rafaela Margini, que apresenta as vantagens de ser um correspondente bancário. O vídeo é o mais novo lançamento do Flix do Varejo e já está disponível na plataforma.

Pesquisas mostram que cerca de 80% das compras são tomadas dentro do estabelecimento. Com isso, oferecer serviços sempre atraem novos clientes e acabam fidelizando-os pela facilidade e bom atendimento.

Na correria do dia a dia, imagine você no supermercado fazendo compras e descobre que no mesmo estabelecimento pode pagar aquela conta de água, luz, internet, ou colocar recarga no celular? Pra que se deslocar até uma agência bancária se ali mesmo você tem esses serviços de forma rápida e prática?

Dados do Governo Federal, de 2016, mostram que no Brasil 73% dos municípios brasileiros têm mais de 15 postos de atendimento financeiro por 10 mil habitantes, entre agências bancárias, correspondentes bancários e caixas eletrônicos.

Aproveitar a oportunidade é importante

Em alguns casos, o correspondente bancário acaba sendo a única forma de se efetuar o pagamento de uma conta para moradores de algumas regiões.

Para ser correspondente bancário, o lojista interessado deve procurar uma instituição financeira. A estrutura pode ser a mínima possível. “Ele não precisa ter uma estrutura separada para isso. O lojista que quer se tornar um correspondente pode ofertar este serviço no próprio checkout, no próprio caixa”, afirmou Rafaela Margini.

Depois de se tornar correspondente bancário, o mais importante é a divulgação entre os funcionários da loja, principalmente nos caixas. Sempre que um funcionário estiver no checkout, aproveitar para oferecer os serviços de pagamentos e recargas aos consumidores. Isso gera movimento financeiro e empatia por parte dos clientes.

Vale destacar o benefício da comissão que se ganha para cada movimentação realizada. Existem casos que o valor recebido cobre o investimento realizado para a contratação de um funcionário para focar responsável pelos serviços.

No caso do Tribanco, Rafaela Margini disse que a loja que quer incluir o serviço de correspondente bancário recebe treinamento do corpo técnico e pode escolher entre utilizar o próprio caixa ou uma maquininha POS.

Com uma equipe treinada para atender e conhecer os procedimentos bancários, Rafaela afirma que as instituições financeiras também estão preparadas para dar suporte necessário para os correspondentes. “A própria instituição já vai ter todo um processo para auxiliá-lo. Então ele não precisa ter medo porque ele é treinado e depois terá uma estrutura que vai auxiliá-lo ao longo desse período que ele for correspondente”, disse.

Gostou dessas dicas? Então assine agora o Flix do Varejo e veja a entrevista completa, que acabou de sair do forno. Não perca essa oportunidade de aprender mais sobre como valorizar o seu negócio conferindo conteúdos feitos com exclusividade para você, varejista.

Só no Flix do Varejo!

Assine agora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *