3 métodos que podem mudar seu varejo
02/05/2018
Omnishoppers já são maioria no mercado consumidor
16/05/2018

Dia das Mães: faturamento deve ser maior que nos últimos 5 anos

As estimativas não poderiam ser melhores para este ano no mercado de varejo. Ao que tudo indica, as vendas para o Dia das Mães serão melhores que em 2017 e com a maior alta dos últimos cinco anos. Segundo o levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), devem ser injetados cerca de R$ 17,05 bilhões nos setores do comércio e serviços.

O estudo ainda mostra que 74% dos brasileiros realizam ao menos uma compra no período e que o ticket médio deverá ser em torno de R$ 153. O pagamento à vista será a forma mais utilizada pelos consumidores, sendo que 53% dos entrevistados pelas entidades farão o pagamento em dinheiro e outros 24% no cartão de débito. O cartão de crédito parcelado será usado por 28% dos casos.

No varejo online a situação também não é muito diferente com expectativa de aumento nas vendas. As estimativas do Ebit dão conta de que o e-commerce deve movimentar R$ 2,16 bilhões ante R$ 1,9 bilhão no mesmo período do ano anterior, representando um aumento de 15%.

O setor supermercadista – que vem de alta de 2,28% nas vendas acumuladas do primeiro trimestre de acordo com os dados da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) – também deve comemorar o faturamento positivo na data. Considerado o segundo Natal do ano, muitas pessoas aproveitam a data para fazer um almoço especial para as mães ou providenciar cestas de café da manhã bem recheada de produtos.

Por outro lado, muita gente também não abre mão do tradicional almoço em bares e restaurantes. O Sindicato das Empresas de Hospedagem e Alimentação do Grande ABC (Sehal) chegou a divulgar nesta semana que deve haver um aumento de pelo menos 10% no faturamento em relação a 2017. Isso quer dizer que a demanda pelos itens alimentícios consequentemente será maior.

Dicas para vender bem

Para atrair os mais de 111,5 milhões de consumidores que irão às compras até o próximo domingo (13), o varejista não vai precisar ficar se reinventando tanto. Mas é essencial se atentar para dicas práticas e eficientes!

Foi pensando nisso que a CNDL também elaborou algumas orientações baseadas no levantamento feito para a data a fim de que o comércio de bens e serviços, além do varejo de forma geral, retire uma grande fatia da expectativa de vendas. Confira:

Dos kits às embalagens

Facilitar para o consumidor é um diferencial para a loja que pensa em elaborar kits especiais. Muitas pessoas enfrentam bastante dificuldade ao escolher o presente para a mãe então os kits podem ser uma forma de estimular a venda e fazer com que o cliente saia do ponto de venda levando algumo.

As embalagens para presente e/ou personalizadas com a data também são ótimos atrativos. Afinal, qual mãe não gosta de se sentir especial ao receber uma embalagem bonita?

O visual da loja também conta

Deixar a loja com uma decoração temática, ainda que simples, ajuda a atrair o shopper. Mas se não for possível fazer o investimento, não tem problema. O importante é deixar a loja bem organizada, limpa e agradável para que o consumidor tenha uma boa experiência de compra e possa voltar outras vezes.

É importante chamar a atenção do cliente com aqueles produtos que você já sabe que têm maior saída para a época e deixar em evidência também os que podem ser levados pelas “compras de impulso”. Realizar sorteios, ofertar brindes e promover promoções ajudam a fidelizar a clientela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *