Dia das Mães: faturamento deve ser maior que nos últimos 5 anos
10/05/2018
Parceira da UMV é a melhor escola de negócios da América Latina
18/05/2018

Omnishoppers já são maioria no mercado consumidor

Um termo um tanto quanto diferente, mas mais comum do que podemos pensar: omnishopper. Esse é o nome dado ao consumidor que efetua suas compras na loja física e também através do comércio eletrônico.

A pesquisa “The Shopper Story 2017” realizada pela empresa de marketing voltado ao e-commerce, Criteo, mostrou que a modalidade de omnishopper já faz parte do varejo brasileiro e atinge 79% dos consumidores, que compram usando diversos dispositivos, canais e plataformas interligadas à internet.

O estudo ainda mostra que 64% das pessoas veem o produto no ponto de venda, mas acabam efetuando a compra virtualmente (showrooming). Na contramão desse percurso, 62% dos brasileiros optam eventualmente pelo webrooming, pesquisando os produtos de interesse na internet para depois comprá-los na loja. Cerca de 20% dos consumidores no território nacional fazer isso regularmente.

Esses compradores foram comparados pela Criteo aos demais consumidores, sendo constatado que os consumidores multicanais (omnichannel) gastam mais ou menos 7% a mais no ambiente online e 44% a mais na loja.

Um grande estímulo para esse público se deu em virtude da população de smartphones e demais dispositivos móveis, que passaram a facilitar ainda mais o acesso à rede mundial de computadores. Por isso, o varejo precisa compreender que as estratégias de marketing devem ser voltadas para o cliente e não no canal de vendas.

Os profissionais dessa área têm o desafio de impactar e fidelizar o consumidor. As marcas precisam considerar o digital em todo o funil de vendas para conquistar consumidores na etapa em que as decisões geralmente são tomadas.

Os varejistas exclusivamente só do canal online não dominam a jornada do omnishopper. Os sites de varejo, ao construírem relações offline em longo prazo, são uma forma eficiente de alcançar aqueles omnishoppers que demonstram maior intenção de compra.

Seja físico, esteja online

Se o omnishopper é multicanal, o varejista também precisa ser. Mas, para ter uma loja física e virtual, simultaneamente, é preciso se policiar para deixar o estoque sempre com a quantidade de produtos necessária para que o cliente escolha entre pelo menos duas opções de modelos e marcas do produto desejado.

É importante deixar sempre claro as especificações dos itens com o máximo de informações detalhadas possível, bem como das condições de troca. Até porque, na internet o comércio se torna mais vulnerável às opiniões e críticas do shopper então deixar o cliente satisfeito é ainda mais desafiador.

Esse desafio é comprovado pela pesquisa “The Shopper Story” que também mostrou que a insatisfação é grande entre os omnishoppers. A falta de clareza nas informações de sites de compra sobre troca de produtos atinge 50% dos consumidores. Em seguida, vêm os prazos de entrega (40%) e depois características de produtos e marcas (39%).

Quer saber mais sobre o assunto? O Flix do Varejo traz um e-book sobre o tema para que você, varejista, possa se posicionar no mercado diante a esse novo perfil do consumidor e atingir os melhores resultados.

Assine agora
Outros e-books

No Flix do Varejo você tem acesso a outros e-books com temas relacionados a material de construção, farmácia, marcas próprias, lavagem de dinheiro, inovação do varejo e muito mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *